Triple Aim

Quando se fala em saúde, existem alguns tópicos importantes a serem analisados constantemente. E o Triple Aim representa justamente uma estrutura, desenvolvida pelo Institute for Healthcare Improvement, que descreve novas abordagens para otimizar o desempenho dos sistemas de saúde. O modelo baseia-se na ideia de que novos projetos nessa área devem ser desenvolvidos para buscar, simultaneamente, três dimensões, ou, Triple Aim:

  •  melhorar a experiência do paciente nas ações de cuidado (incluindo qualidade e satisfação);
  • melhorar a saúde da população;
  • e reduzir o custo per capita dos cuidados em saúde. 

A inflação da economia atual tem criado um conflito, especialmente na área da saúde, entre melhorar a qualidade e experiência do paciente e, ao mesmo tempo, diminuir os custos gastos com o serviço. Muitos países encontram-se sob pressão para obter maior valor para os recursos dedicados aos seus sistemas de saúde. O envelhecimento das populações e o aumento da longevidade, aliados aos problemas crônicos de saúde, tornaram-se um desafio global, implicando novas demandas nos serviços médicos e sociais.

Organizações e comunidades que atingem, em algum nível, o Triple Aim oferecem à população mais saúde. Isso ocorre por causa dos novos projetos gerados em cima do método, que identificam os problemas e as soluções dos setor. Os pacientes podem esperar cuidados menos complexos e muito mais coordenados.

É importante ressaltar que estabilizar ou reduzir o custo per capita dos cuidados com os pacientes dará às empresas a oportunidade de serem mais competitivas, diminuir a pressão sobre os orçamentos de saúde e proporcionar às comunidades maior flexibilidade para investir em atividades de lazer, que aumentam a vitalidade e o bem-estar.

Os principais indicadores de melhoria do Triple Aim são:

  • tempo médio de permanência do paciente (TMP);
  • giro de leitos;
  • volume de pacientes por dia e de saídas hospitalares;
  • taxa de ocupação do hospital.

Um dos maiores benefícios do Triple Aim é reduzir o TMP dos pacientes, com objetivo de diminuir o uso de recursos desnecessários.

Para se alcançar bons indicadores, é importante, também, a constante realização de reuniões, com a participação de toda a equipe clínica. Nelas, é é necessário explicar sobre a perspectiva de melhoria e sobre as características do Triple Aim, que beneficiam tanto os pacientes quanto a instituição.

Nessas reuniões, devem ser fornecidas informações sobre como os médicos e a equipe em geral podem contribuir mais para solucionar problemas apontados e, de forma proativa, otimizar as vantagens da implementação do método.

Faz parte do trabalho de gestão nutricional da PSH com seus parceiros, medir o RESULTADO da boa administração da nutrição, entre diversas pesquisas da importância da nutrição para pacientes internados reduzem em até 29% o custo total hospitalar.

A PSH admite apoiar modelos que permitam pensar conjuntamente com toda a cadeia da área de saúde sobre a remuneração por resultado, como forma inconteste de afirmar e de se comprometer com a qualidade e a necessidade da gestão nutricional.